Barleria Cristata

Barleria Cristata

Dossiê das Plantas

Barleria Cristata

Barleria Cristata
  • Nome Comum: barléria, violeta-filipina
  • Nome Científico: Barleria Cristata
  • Grupo: Arbustos

Autor: Raul Cânovas 

Este arbustinho, escrevo arbustinho não como um demérito e sim por causa do tamanho dele, é uma opção a ser levada em conta por diversos motivos: primeiro porque não são muitas as plantas com pétalas azuis que florescem o ano inteiro; segundo porque o porte pequeno e a forma erecta e colunar permite seu uso em jardins com pouco espaço e até em vasos e jardineiras; terceiro porque apesar de gostar de sol, suporta bem locais sombreados, crescendo rapidamente; quarto porque é rústico e indiferente a ventos e a estiagens periódicas, aclimatando-se nas regiões litorâneas. Quinto porque é ideal na formação de renques compactos de baixa altura. Sexto porque nunca vi pragas ou doenças que lhe afetem.

Quer mais? É linda!

Ah! Com as folhas é preparado um extrato utilizado para o tratamento de anemias, inflamações e dores de dentes.

 

Sinônimos estrangeiros: bluebell barleria, crested philippine violet, philippine violet(em inglês); campanitas azules, violeta filipina (em espanhol); philippinisches buschveilchen (em alemão).
Família: Acanthaceae.
Características: herbácea perene.
Porte: 0,9 a 1,2m de altura. Para ficar compacta e robusta é aconselhável despontá-la.
Fenologia: o ano todo, principalmente primavera, verão e outono.
Cor da flor: rosa - arroxeada, cor de rosa; há uma variedade branca, no entanto rara.
Cor da folhagem: verde-escuro. Suas folhas são ásperas.
Origem: Índia, China, Tailândia, Mianmar, Filipinas.
Clima: tropical ou subtropical (não tolera temperaturas baixas).
Luminosidade: sol pleno ou meia-sombra.

Comentários
Voltar para Dossiê das Plantas