Bauhinia galpinii

Bauhinia galpinii

Dossiê das Plantas

Bauhinia galpinii

Bauhinia galpinii
  • Nome Comum: unha-de-vaca-vermelha, casco-de-vaca.
  • Nome Científico: Bauhinia galpinii
  • Grupo: Arbustos

Autor: Raul Cânovas

Imagine-se tomando sol na margem do Rio Limpopo, em uma pedra totalmente revestida por um musgo bem verdinho, lá você contempla uma encosta do Monte Dombo, no sul de Moçambique, quase na fronteira com a África do Sul e a Suazilândia. No meio do verde surgem às flores vermelhas do mubondo ou mun’ando como são chamadas pelo inyanga, literalmente o homem das árvores, o curandeiro zulu, especialista em ervas que curam.
Esse arbusto acostumou a crescer assim, meio que recostado nas ladeiras e ribanceiras dessa região paradisíaca da África Meridional. O clima é muito parecido com aquele predominante na Mata Atlântica, do Sudoeste do Brasil.
Por isso, lembre-se dela quando precisar uma espécie resistente para um talude, onde o solo é geralmente pobre.

Sinônimos estrangeiros: pride of De Kaap, Vlam-van-die-Vlakte, red bauhinia, nasturtium bauhinia, red orchid bush, african plume, fomwe (em inglês); mubondo, mun???ando (em zulu); bauinia roja (em espanhol) casco de mulo (em Cuba).
Família: Fabaceae.
Características: arbusto escandente.
Porte: 2,5 a 4m de altura e largura de 3 a 4,5 m.
Fenologia: floresce nos meses quentes, fim da primavera até o fim do verão.
Cor da flor: vermelha alaranjada (com fragrância).
Cor da folhagem: verde médio a escuro, um tanto acinzentado.
Origem: leste da África do Sul, Suazilândia, Mpumalanga e sul de Moçambique
Clima: subtropical/ temperado (seco).
Luminosidade: sol pleno.

Comentários
Voltar para Dossiê das Plantas