Reserva Ecológica do Taim

Na última semana quem acompanhou os noticiários nacionais certamente viu as notícias sobre o incêndio que atingiu a Reserva Ecológica do Taim, no Rio Grande do Sul. Já controlado, o levantamento feito pelo chefe da estação, Henrique Ilha, indica que o fogo atingiu 15% dos 34 mil hectares da reserva e a expectativa é de que o ecossistema leve um ano para a recuperação total dos danos.

Foto: Lauro Alves - Agência RBS

Localizada nos municípios de Rio Grande e Santa Vitória do Palmar a reserva tem como finalidade a preservação de um grande viveiro natural de animais e vegetais distribuídos em banhados, campos, lagoas, praias arenosas e dunas litorâneas. A área pode ser considerada como um dos principais ecossistemas do Brasil e sua administração é feita atualmente pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, uma autarquia vinculada ao Ministério do Meio Ambiente.

Foto: Marcos Paiva - Fotografia

A flora do local é bastante diversa podendo ser encontradas espécies de figueiras, corticeiras, quaresmas, orquídeas, bromélias, cactos, juncos e aguapés. Já em animais a reserva é habitada por pelo menos 30 espécies diferentes de mamíferos e 250 de aves.

Foto: João Paulo - SETURRS

Posts Relacionados

Comentários
Voltar para a página inicial