Depressão

Sei que há uma série de medicamentos antidepressivos que prometem dias mais felizes

Mas tenho entendido que causam, em alguns casos, reações adversas, como: secura na boca e dormência da língua, dores de cabeça, tiques nervosos, taquicardia, visão embaçada e até prisão de ventre e problemas com a libido. Obviamente, são importantes quando há um transtorno maior e o cotidiano é incomodado ao ponto de atrapalhar o raciocínio e a concentração. Depressão requer tratamento por não se tratar de um estado de tristeza e sim de algo que se instalou, não de modo temporário e sim de maneira infindável, comprometendo seriamente o psiquismo. Mas até que ponto suas causas são genéticas ou traumáticas. Como não atribuir ao ambiente em que vivemos e ao estresse que ele ocasiona, a depressão da sociedade urbana cada vez mais pressionada. Estatísticas apontam que cerca de 16% da população mundial sofre ou sofreu, em algum momento, dessa moléstia que inibe a produção da serotonina. A pesquisa aponta que ela se instala com mais frequência nos países onde a temperatura é muito baixa em períodos longos, afetando pessoas na faixa dos 24 aos 44 anos. As mulheres são mais prejudicadas do que os homens sendo que 20% delas correm esse risco, enquanto que na população masculina, cai pela metade. Essa diferença tem diminuído nos últimos anos, coincidindo com a maior participação feminina em todos os setores da comunidade.

Há uma série de medidas que devem ser tomadas e que podem ser controladas nos momentos em que algo estranho nos atinge. Uma é nunca esconder nossos sentimentos, falando o que sentimos; isto funciona como uma faxina emocional retirando as mágoas. É importante fugir, de vez em quando, do prédio inteligente onde moramos ou trabalhamos; correr à praia, ao campo ou à um lugar sem forros de gesso ou paredes levantadas pelo homem. Dê-se ao luxo de comer alguma coisa que lhe lembre sua infância, algo simples que não será encontrado em cardápio algum. Divirta-se sem gastar nada com isto; nada de viagens caríssimas, encontre, caminhando em um parque, a paisagem que ficou esquecida e tome uma injeção de vida que o revitalize por dentro. Respire fundo, deixe entrar a brisa carregada de clorofila, para curar seu ânimo em baixa e depois disso preste atenção na vida simples de um pássaro qualquer, que canta sem preocupar-se com o passado ou com o futuro. É difícil, eu sei. Mas a vida de pássaro tampouco é tão leve assim, apesar de parecer o contrário. Eles apenas não se inquietam com o destino de seus voos, só querem voar, sem importar-se com as nuvens. Não sofrem com a tempestade do dia anterior, cantam o sol de cada instante que aquece suas penas.

Mas há uma coisa que você pode fazer e que os pássaros não conseguem. Crie um jardim, somente para seu deleite, sem pretensões nem adereços exagerados. Assim poderá ter uma paisagem amiga e confidente que lhe faça entender o que os pássaros lhe dizem a todo momento.

Posts Relacionados

Comentários
Voltar para a página inicial