Conheça algumas espécies delicadas e resistentes ao sol

  • 02 de julho de 2018
  • Categoria: Dicas
Para os amantes de jardins externos, sabemos que o sol é uma preocupação constante no assunto jardinagem. Ele pode ser um grande aliado das suas plantinhas e ao mesmo, o causador de alguns danos. Primeiramente, se você tem um jardim externo, precisa selecionar cuidadosamente as plantas que irá cultivar nele, algumas delas podem não suportar o sol constante e isso irá danificar as folhagens, deixando amareladas, queimadas ou até mesmo secá-las. 

Se você mora em alguma região com sol intenso ou se no seu jardim não tem muita sombra ao redor, não é sinal de que você deva cultivar apenas cactos. Veja algumas espécies que separamos abaixo, elas podem ser uma boa alternativa para planejar o seu jardim:

RABO-DE-GATO

Essa linda planta tem aspecto delicado, mas por trás dessa máscara de beleza é muito resistente. Seu nome científico é Acalypha reptans, mas é popularmente conhecida como rabo de gato. Dentre as folhagens verdes, surge uma ponta alongada e colorida, com pelugens em textura de pelúcia, fazendo jus ao seu nome popular. 

É uma espécie de planta rasteira, de origem das florestas da Índia. Não tem tendência a crescer muito, sua altura varia entre 15 e 25 centímetros. Seus caules são finos e flexíveis.

Você pode cultivá-la sob sol pleno e forte, mas atente-se a manter o solo fértil e enriquecido com matéria orgânica. Não se esqueça de regá-la - ela é resistente ao sol, mas gosta de receber água regularmente.

GERÂNIO

Estamos falando de uma linda planta histórica. Filósofos e matemáticos da Grécia Antiga acreditavam que o chá de gerânio poderia trazer benefícios como aumentar a inteligência, evitar doenças e evitar paixões. Nada comprovado, mas se tem algo que podemos acreditar sobre essa planta é o encantamento com sua beleza e perfume. 

São arbustos, floríferos de folhagem verde e suas flores têm tons em branco, rosa e vermelho. Gostam de temperaturas altas e vivem bem com sol pleno. Não gostam de muita chuva ou água, preferem o solo um pouco seco, mas isso não descarta sua necessidade de água.

Para cultivá-las você precisa preparar o solo com composto de terra de jardim e composto vegetal. Regue o solo regularmente para mantê-la hidratada. Cuidando corretamente dessa plantinha, você verá ela florescer o ano todo. 

ONZE HORAS

Pertence à família das suculentas, gostam tanto de tomar sol, que seu apelido originou-se de uma particularidade muito interessante. Gostam de abrir seus botões em sol pleno, por volta das 11h, quando os sensores fotossensíveis de suas folhas percebem os raios de sol. E quando a luz solar começa a diminuir, esses botões se fecham novamente. 

A folhagem dessa planta é em tons verdes, tem um aspecto mais rígido, diferente da flor, que apresenta uma textura delicada, com diversas camadas. Chegam a medir 20cm de altura, o que permite que seja cultivada diretamente no solo ou em vasos. Se encaixa perfeitamente em jardins, por trazer tons coloridos aos verdes das folhagens, tornando-o cheio de vida. 

Seu cultivo é fácil, não exige muito do solo, basta misturar terra, areia e minhocas, de três em três meses. Não se esqueça de regar no máximo três vezes ao dia. O ciclo de vida dessa planta é anual, então fique atento para retirar mudas da sua planta antes de finalizar seu ciclo de vida e garantir uma nova leva. 

LÁGRIMA DE CRISTO

Achou que plantas que suportam o sol são apenas baixinhas? Não mesmo! A lágrima de cristo, como popularmente é chamada, pode atingir até 3 metros de altura. Essa trepadeira é conhecida cientificamente como Clerodendrum thomsonae, e seu crescimento é demorado, então tenha paciência em acompanhar o seu crescimento. 

Suas delicadas flores são incomuns, alguns ramos longos e ovais de tons brancos, unidos, compõe o suporte para uma linda flor avermelhada na ponta. As folhagens de tons verdes e escuros complementam a planta, fazendo com que a beleza das suas flores se destaque e atraia os olhares dos visitantes. 

Gostam de solo fértil, mas para cultivá-la não basta apenas isso, você também precisa fornecer um suporte para o seu crescimento. Claro, não se esqueça do sol pleno e regue essa espécie no máximo duas vezes ao dia.

PETÚNIA

Uma das espécies queridinhas dos paisagistas.  Conta com cores e tamanhos bem variados e são delicadas e fortes ao mesmo tempo. Ou seja, é quase impossível não se apaixonar por elas. Mas se você optar por cultivar petúnias, não pisque para não perder nenhum detalhe do seu crescimento: para as petúnias tudo acontece na velocidade da luz, elas crescem e florescem muito rápido. 

Conquistadora de borboletas, ela deixa o jardim mais belo e colorido, e com apenas 50 centímetros de altura pode arrancar muitos olhares de admiração. Você pode cultivá-la diretamente no solo ou em vasos, mas é importante para o seu cultivo que o solo escolhido tenha uma quantidade razoável de minhocas e composto orgânico. Gosta de receber água, porém sem deixar o solo encharcado. Receber sol em excesso não irá lhe prejudicar em nada, ela adoram tomar banho de sol e suas flores resistentes permitem sol pleno. 

Esperamos que com essas dicas seu jardim permaneça florido, saudável, colorido e cheio de vida. Aproveite para conhecer mais sobre jardinagem na página Jardim das Ideias, curta e compartilhe com seus amigos! Até o próximo post!  

Comentários
Voltar para a página inicial