Dê um fim para as moscas-brancas em seu jardim

  • 25 de junho de 2018
  • Categoria: Dicas
Seguindo com o especial sobre os vilões do jardim perfeito, hoje é dia de falar sobre as terríveis – e minúsculas – moscas-brancas, famosas por proliferarem até 90 doenças que refletem negativamente no desenvolvimento saudável de sua horta ou espaço verde. 
Pequenas e perigosas, as moscas-brancas são grandes inimigas dos jardineiros. Com apenas dois milímetros de comprimento, estes insetos são conhecidos popularmente como “piolho das plantas" e se alimentam de mais de 500 espécies de plantas – sabe-se, no entanto, que o algodão é um dos seus itens preferidos. 

Para verificar se a sua muda está sendo afetada por este vilão, basta olhar na sua parte inferior. Os insetos costumam se esconder na parte inferior das folhas, agindo escondido e destruindo o bom desenvolvimento da horta/jardim.

Efeitos de sua ação

As moscas-brancas roubam a seiva e ocasionam o natural enfraquecimento das plantas. Elas também depositam toxinas responsáveis por prejudicar o seu desenvolvimento: uma destas substâncias propicia o desenvolvimento da chamada "fumagina", um fungo perigoso e capaz de impedir a realização natural da fotossíntese.

Como prevenir o seu aparecimento?

Mantenha a terra sempre bem cuidada e livre de sujeiras. 
Retire todas as ervas daninhas – elas podem servir de abrigo para essa praga. 
Higienize a parte inferior das folhas, região em que este inseto costuma se abrigar, com sabonete de glicerina diluído em água. 
Aplique o óleo de neem: ele é responsável por proteger e prevenir o desenvolvimento desse inseto. Borrife com a ajuda de um pulverizador ou esfregue delicadamente sobre as folhas. 

O tratamento ideal

Algumas receitinhas caseiras podem influir positivamente no combate e tratamento de pragas como as moscas-brancas. A seguir, confira uma dica especial: 

Ingredientes:
200 ml de água
1 colher de sopa de detergente
1 colher de sopa de farinha de trigo

Modo de Preparo:
Junte todos os ingredientes em um borrifador e misture bem. Em seguida, aplique esse líquido sobre as folhas após o pôr do sol. Lembre-se de também passar a receita abaixo das folhas, já que esta é uma região propensa a receber os invasores. Repita até que a praga seja combatida. 
Agora que você já descobriu como agir contra esse pequeno – e maldoso – inseto, siga de olho na semana especial sobre os vilões do jardim perfeito. Todo o dia tem texto novo. Vem! 

Comentários
Voltar para a página inicial