5 motivos para ter um pé de acerola em casa

  • 04 de janeiro de 2018
  • Categoria: Árvores
A espécie Malpighia emarginata, mais conhecida como acerola, é uma fruta originária da América Central. Atualmente o Brasil é o país que mais produz, consome e exporta a espécie. Apesar de ser cultivada principalmente na região do Nordeste, a fruta pode ser encontrada em pomares de extração ou em jardins domésticos no país inteiro. 

A aceroleira é um arbusto de folhas ramificadas verdes escuras e flores rosadas. A coloração da fruta é vermelha e possuí sabor suavemente ácido quando maduro. Suporta a baixa irrigação, o que explica sua resistência nas regiões quentes do nordeste. A safra do fruto é quase anual, com exceções ao período de desabrochamento das flores. Além disso, a acerola possui diversos benefícios, vamos conferir?

Muitas vitaminas
O fruto possui vitamina A, responsável pela sensibilidade da retina, B2 que dá a pigmentação e aspecto da pele e a B3, que controla o metabolismo e a produção de esteroides. Ela é rica em ácido ascórbico - vitamina C - que reproduz o colágeno e dá resistência à estrutura óssea e vascular do nosso corpo - favorecendo o combate ao envelhecimento precoce das células.

Ajuda nos problemas gastrointestinais
Ricas em fibras, as acerolas ajudam o nosso sistema gastrointestinal, podendo tratar constipações, disenterias e entre outros. 

Reduz o açúcar no sangue: 
Os antioxidantes presentes nos frutos trazem diversos benefícios quando tomados em forma de suco, pois eles controlam os níveis de açúcar presentes no sangue, reduzindo os riscos de diabetes e hiperglicemia. 

Ajuda no metabolismo
A grande quantidade de vitaminas B presentes na acerola ajuda no processo de absorção de proteínas, carboidratos e gorduras, fazendo com que nosso organismo e metabolismo funcionem de forma mais rápida. 

Auxilia na alimentação 
Possui poucas calorias e quantidades de gorduras, balanceando a alimentação  e proporcionando um auxilio para as pessoas que desejam perder peso. 

Vamos plantar? 
O solo necessita ser fundo, argiloso e bem drenado, úmido e nunca encharcado. Ela se desenvolve melhor em climas tropical ou subtropical. Deve ser plantada em vaso para consumo doméstico e a colheita é feita a partir de 8 meses. Você pode encontrar mudas em floriculturas ou lojas especializadas. 
Com esses benefícios, fica difícil não querermos esta maravilha em nosso quintal!  Aproveite nossas dicas de cultivo e mãos à obra! Abraços.

Comentários
Voltar para a página inicial