Dália: do México para sua casa!

  • 06 de setembro de 2016
  • Categoria: Dicas
Originária do México, a dália é uma flor com raízes tuberosas, que além de fixar a espécie no solo, promove a reserva de nutrientes. Essa flor é cultivada desde o império Asteca, com cores e formas diferentes, sendo as mais comuns a dália pompom e a dália rosa de sol.

No cultivo, essa flor não exige muita manutenção, mas é importante retirar as ervas daninha para ajudar no crescimento e desenvolvimento da planta. Com boa durabilidade, a espécie é usada tanto em áreas verdes quanto como flor de corte. Para incentivar a floração, que normalmente ocorre no verão, é importante que a terra seja adubada com certa frequência para os nutrientes mantenham as flores belas e saudáveis.

VARIEDADES: a flor apresenta grande variedade de tons, entre rosas, vermelhos, amarelos, laranja, além da cor branca. Quanto ao formato, há as flores maiores e mais tradicionais, as fofinhas com aparência de um pompom e as com pétalas mais finas.

PLANTIO: no cultivo doméstico, é indicado o uso das raízes tuberosas, que são encontradas com mais facilidade. O plantio deve ser feito em solo bem drenado e rico em matéria orgânica.

FLORAÇÃO: para uma florada farta e prolongada, é indicado o uso de adubos orgânicos, dando preferência para as composições ricas em potássio, além de cinza de madeiras ou torta de mamona. 

JARDIM: é possível cultivar a flor próxima de outras espécies. Mas, vale lembrar que o porte muda de acordo com a variedade, atingindo de 30 centímetros a 1, 5 metro de altura, por isso, tenha cuidado para não criar sombras nas plantas menores.

CURIOSIDADE: as dálias estão presentes em algumas telas da pintora Frida Kahlo. Em seus autorretratos, a flor aparece como adorno de cabelo. Segundo estudiosos, isso acontece pelo interesse da artista em valorizar a cultura mexicana, além de apreciar as cores fortes.

LUMINOSIDADE: pleno sol. 

SOLO: fofo e rico em matéria orgânica. 

ÁGUA: regue com frequência e sempre pela manhã.

CRESCIMENTO: em média 15 dias entre o plantio e a brotação.

Posts Relacionados

Comentários
Voltar para a página inicial